Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘STJD’

Redação ABC

Um centenário para ser fechado com chave de… Cadeia. O Coritiba foi punido, nesta terça-feira (15), por unanimidade, com a perda de 30 mandos de campo e multa de R$ 610 mil pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). A punição vai ser cumprida em competições nacionais organizadas pela CBF (Campeonato Brasileiro Série B e Copa do Brasil).

O Coxa foi enquadrado nos artigos 213 e 211 e absolvido no artigo 233 do CBDJ (Código Brasileiro de Justiça Desportiva). Caso fosse punido em todos os artigos, pelo qual ele foi acusado, somaria-se mais R$ 10 mil de multa para os cofres Alviverdes.

O Coritiba foi denunciado ao STJD por causa dos incidentes ocorridos depois da última partida do Campeonato Brasileiro de 2009 contra o Fluminense (1×1), no Couto Pereira. Na ocasião, torcedores invadiram o gramado, brigaram com policiais e depredaram o estádio.

Porém o Coxa poderá jogar no Couto Pereira antes de cumprida a pena. O Campeonato Paranaense não é organizado pela CBF, assim, o Alto da Glória está livre da punição. 

 

Read Full Post »

 

Punição promete ser a mais dura da história do futebol brasileiro

Redação ABC

Exatamente às 17h (horário de Brasília) o Coritiba iniciará sua batalha no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A intenção do clube é minimizar as conseqüências causadas dentro e fora de campo pela barbárie que ocorreu há nove dias, após o empate de 1×1, no Couto Pereira, contra o Fluminense – o jogo definiu o rebaixamento do Coxa, no ano de seu centenário.

O Coritiba foi citado nos artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) de números 211 (local com infraestrutura insuficiente); 213 (providências incapazes de prevenir e reprimir desordens) e 233 (deixar de cumprir obrigação legal por fato ligado ao desporto).

O Coxa Branca pode ser punido com a perda de até 30 mandos de campo, além disso, o clube pode receber uma multa de até R$ 620 mil. O que seria uma punição inédita na história do futebol brasileiro.

O vice-presidente jurídico do Botafogo, o advogado José Mauro do Couto Filho, irá comandar a defesa do Coritiba. O clube afirma ter comunicado as autoridades competentes sobre o risco daquele jogo, e das ameaças feitas anteriormente aos dirigentes e jogadores.

Além disso, os paranaenses levantarão a tese de que o apoio que vem sendo oferecido na identificação dos invasores é um ponto positivo. O que pode atenuar as punições previstas no CB JD.

O que vem pela frente

Gustavo Nadalin (diretor jurídico do Coritiba) afirma que o clube recorrerá de uma possível sentença desfavorável. O julgamento em última instância deve acontecer em janeiro, no Pleno do STJD.

Confira um bate-bola com Gustavo Nadalin, diretor jurídico do Coxa com o LanceNet!

1) Como o clube avaliou a denúncia oferecida?

A denúncia é muito contundente, nunca nos deparamos com a perda de 30 mandos de campo, nem em casos em que houve óbitos. No entanto, o Coritiba está preparado para tudo.

2) Quais as medidas preventivas que o Coritiba tomou antes dos incidentes do Couto Pereira?

Na quarta-feira que antecedeu a partida enviamos ofício à Secretaria de Segurança Pública do Paraná, pois sabíamos do risco que estávamos correndo. A semana foi permeada por ameaças.

3) Como ficou a relação entre o clube e a Império Alviverde, torcida que seria a maior responsável pelo tumulto após o jogo?

Temos de nos relacionar com todos, mas isso precisa ser baseado em cima de apoio e respeito.

4) De que forma o clube pretende reconstruir a sua imagem?

Já começamos. Os verdadeiros torcedores do Coritiba promoveram um bonito ato no domingo passado, a instituição é forte demais.

5) De que forma enxerga a cobertura da imprensa sobre os tumultos do Couto Pereira?

Acho que houve distorções. Em muitos casos todos os envolvidos com o Coritiba foram colocados no mesmo patamar de alguns irresponsáveis. Isso foi um erro.

Com informações do LanceNet!

Read Full Post »

Redação ABC

Até 2010

O atacante Ciro foi julgado, nesta sexta-feira (04), pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O jogador pegou dois jogos de suspensão pela expulsão contra o Fluminense e não joga contra o São Paulo, pela última rodada do Brasileirão.

Ciro foi denunciado por jogada violenta (artigo 254) e poderia pegar um gancho de até seis partidas.

Além de Ciro, Moacir também foi julgado e pegou apenas uma partida. Como já cumpriu suspensão automática no último jogo contra o Internacional, vai encarar o São Paulo. A denúncia contra ele foi ato de hostilidade (artigo 255).

Read Full Post »

Redação ABC

A última rodada do Campeonato Brasileiro será no dia 6 de dezembro. Às 16h todos os times estarão jogando simultaneamente. Porém, a partida do principal favorito ao título estará sendo realizada no estádio do Morumbi.

O atual tricampeão nacional, São Paulo, estará enfrentando o já rebaixado e lanterna da competição, Sport Club do Recife.

Tudo isso foi decidido na tarde desta quinta-feira (26), quando o Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) absolveu por unanimidade o São Paulo. Com isso, o tricolor paulista poderá fazer a festa do título diante de sua torcida.

O São Paulo havia perdido o mando de campo no dia 28 de outubro quando um torcedor invadiu o campo, na partida contra o Internacional. 

Read Full Post »

Redação ABC

Ontem (19) os volantes Hamilton e Andrade foram julgados pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Os motivos foram às expulsões no jogo na Ilha do Retiro contra o Cruzeiro.

O “cão de guarda” do Leão pegou três jogos de suspensão, já cumpriu o jogo automático e fica de fora de mais duas partidas.

Andrade foi absolvido e está liberado – pelo menos pelo STJD – para enfrentar o Fluminense na próxima rodada.

Read Full Post »