Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Rebaixamento’

Redação ABC

Atacante bom de gol, bolso e generosidade

O garçom Antônio Neto vai certamente agradecer a Deus, ao Fluminense, aos adversários e a… Fred! Isso mesmo, ao matador do tricolor carioca pelos gols e também por um “presentinho”, ou melhor, uma aposta.

Batoré, como é “carinhosamente” conhecido, depositou toda sua esperança e fé na fuga do Fluminense do rebaixamento. Em entrevista ao SportTV o garçom explicou a história.

– Ele me perguntou: “você vai torcer para o Flu?”. E eu disse: “com certeza estou torcendo para o Flu contra esse rebaixamento”. Aí, ele falou: “e você acha que sai?”. Eu respondi: “Sai, sai…”. Até que ele em perguntou se eu tinha carro e disse: “se o Flu sair do rebaixamento, eu vou lhe dar R$ 30 mil para você comprar um” – afirmou emocionado.

O artilheiro do Flu, Fred, contou o motivo de sua atitude através do seu blog:

– Batoré é um amigo muito verdadeiro e humilde, que merece ter tudo de bom na vida. O valor do presente que dei é o que menos importa. Temos sempre que ajudar o próximo, principalmente as pessoas que nos cercam e nos fazem bem.

Anúncios

Read Full Post »

Redação ABC

Para cartola, o Brasileirão deveria voltar a fórmula do “mata-mata”

A temporada de achar um culpado pela queda do Sport para a série B parece não ter terminado. Nelsinho Baptista, Paulo Baier, planejamento, presidente, diretores, Emerson Leão, entre tantos outros. Porém, a “bola da vez” para Sílvio Guimarães é a fórmula da competição, “pontos corridos”.

Para o presidente do Sport, Sílvio Guimarães, afirmou em entrevista à Folha de Pernambuco que o formato de disputa do Brasileirão combinado à crise financeira do clube não permite que haja um equilíbrio e, consequentemente, uma possível “briga” por maiores ambições com as equipes das regiões Sul/Sudeste do país.

“Fica impossível brigar pelo título. Nos pontos corridos, um time precisa ter um plantel muito forte porque são muitas contusões e suspensões. Então, com nosso orçamento, é inviável equilibrar forcas com os times do Sudeste”, explicou seu ponto de vista.

Outro fator apontado por Sílvio Guimarães foi o desgaste dos atletas por conta da simultaneidade de competições disputadas pelo Sport em 2009. “Primeiro, disputamos o Estadual junto com a Libertadores. Em seguida, veio  Brasileirão e, como, a maioria dos times é das regiões Sul e Sudeste, foram muitas viagens. No final da temporada, percebemos um desgaste muito grande de nossos atletas”, afirmou.

A solução para o cartola do rubro-negro pernambucano seria adotar a antigo formato de disputa do Brasileirão. “No mata-mata, ao menos podemos usar a força de nossa torcida e de nosso estádio. Só assim é possível brigar até o fim. Não vou dizer que é a fórmula ideal, mas o mata-mata é nossa única esperança”, disse.

Vale lembrar que em 2008 o Sport foi campeão da Copa do Brasil – disputada em formato de mata-mata – sem perder nenhuma partida na Ilha do Retiro.

Read Full Post »

O lado ruim da última rodada

Redação ABC

Muita pancadaria selou o rebaixamento do Coritiba para a segundona. Com o apito final, torcedores integrantes da principal facção organizada do Coxa invadiram o gramado, depredaram o estádio e deixaram feridos.

O primeiro alvo da ira dos torcedores alviverdes  foi o trio de arbitragem, formado pelos gaúchos Leandro Vuaden e Paulo Ricardo Conceição, e pelo mineiro Márcio Eustáquio Santiago. Alguns invadiram o gramado e partiram para cima deles, que trocaram socos para se defender. O policiamento foi chamado para escoltar, enquanto árbitros e jogadores corriam para o vestiário.

 A primeira invasão incendiou a revolta, e mais torcedores pularam para o gramado. Bancos e cadeiras foram arrancadas e atiradas nos policiais – um deles desmaiou, foi carregado pelos companheiros e precisou de atendimento. Nas mãos dos torcedores, tripés de câmeras de televisão e barras viraram armas, que foram atiradas.

Alguns dos jogadores, como Carlinhos Paraíba, também foram agredidos pela torcida alviverde.Um helicóptero da Polícia Federal pousou no gramado para transportar os  que estavam em caso mais grave. Não há informações sobre o número de feridos.

De acordo com informações da Rádio CBN, a casa do técnico Cuca, do Fluminense, em Curitiba, foi apedrejada.

 Com informações da Gazeta Esportiva

Read Full Post »

E agora mais um rubro-negro no caminho.

geninho1

Foto: Reprodução/Globo

Redação ABC

Depois do jogo de sábado (7) o Náutico ficou ainda mais longe de sair do Z-4. E é o único dos clubes que ainda pode representar Pernambuco na Série A em 2010. No entanto, com a vitória do Botafogo, Fluminense e Atlético-PR ficou ainda mais difícil fugir do rebaixamento.

Em um jogo onde o ataque não conseguiu aproveitar as oportunidades e a defesa não conseguiu segurar os contra-ataques alvinegros, o Náutico fez três e só conseguiu descontar um gol.

Agora o Náutico precisa, no mínimo, vencer três e empatar uma e secar muito os adversários. O Botafogo pega o líder, São Paulo, no Engenhão, o Santo André vai no Serra Dourada enfrentar o Goiás, o Fluminense recebe o Atlético-PR em casa e o Coritiba joga contra o Atlético-MG no Couto Pereira.

Agora o Náutico enfrenta o Flamengo nos Aflitos. Será o jogo da vida dos alvirrubros. Pois caso a equipe perca e o Botafogo vença, só conseguirá continuar tentando se manter na elite se ganhar do Corinthians fora de casa. E vale ressaltar que o rubro-negro do Rio conquistou 23 dos últimos 30 pontos disputados, sete vitórias em dez partidas. Jogo muito difícil que pode definir o futuro do Timbu.

Read Full Post »

O que não parece nada diferente.

Redação ABC

Da libertadores a serie B, Torcida indignada!

Protesto da torcida rubro-negra

A diretoria do Sport resolveu voltar atrás! Nada de jogar a toalha, o principal agora é tentar vencer quatro partidas e empatar duas para tentar sair da situação. São três jogos em casa e dois fora, contra Palmeiras e São Paulo que disputam a liderança. Mas caso não aconteça o plano “B” é manter a base atual.

O vice-presidente do Sport, Augusto Carreras, atropelou as infelizes declarações de Silvio Guimarães e disse que o Leão ainda continua na briga. Ainda que a maioria dos torcedores não acreditem no rubro-negro Carreras acha que enquanto houver chances matemáticas o clube vai lutar e caso a Série B se consumar o elenco vai jogar com “dignidade e responsabilidade para buscar as vitórias”.

Segundo a SPORTNET o Sport ainda pretende renovar com Durval, Freire, Dutra, Fininho, Hamilton, Luciano Henrique, Adriano Pimenta, Arce e Vandinho. O que não deve ser uma missão nada fácil. Assim como segurar Wilson, Ciro, Fumagalli, e Magrão.

Read Full Post »

Face 2

Lívio Angelim

Depois da derrota para o Náutico, no primeiro domingo deste mês de novembro, o presidente do Sport, Silvio Guimarães jogou a toalha. Mas o que quer dizer “jogou a toalha”? Significa que o Sport está numa péssima colocação e a única chance de continuar na primeira divisão no próximo ano é a velha “matemática”.  Mas parece que o clube não é muito bom na matéria.  Pois há três rodadas o Leão não vence e na oportunidade que poderia somar nove pontos e ficar a apenas dois  do Botafogo, só conseguiu dois. E assim “faturou” a lanterna da competição. A situação parece tão intrigante que, depois da partida, alguns atletas leoninos exaltaram os nervos e além de quebrar umas peças do vestiário nos Aflitos, discutiram entre si. Então, o que pedir a uma diretoria que a algumas rodadas atrás se via praticamente fora do Z-4 e agora, depois de dois resultados ruins, contra o Coritiba e o Náutico, está começando o planejamento para a Série B. E pior, anunciará as dispensas dos jogadores que não estão sendo aproveitados. Sorte do elenco, pois se os atletas que não estão rendendo fossem entrar para a lista, aí sim seria um “deus os acuda”! Enfim, o que deveria ser um ano com a campanha de “Rumo ao mundial da Arabia”, se tornou na infeliz “Sport na Série A em 2011”!

Read Full Post »

Empata com o Coritiba, cede um ponto e perde de conquistar dois a mais

Redação ABC

A torcida rubro-negra foi à Ilha do Retiro nesta quinta (29) imaginando no mínimo uma vitória soberana sobre o Coritiba. Mas não foi isso que se viu. No primeiro tempo o Coxa enfrentou o Sport de igual para igual e ficaram no empate de 1×1. Fabiano marcou para o Leão e Ariel igualou o placar. O que se viu na volta das equipes foi um jogo de ataque contra defesa, na qual a zaga alviverde levou a melhor e a equipe de Chamusca não conseguiu balançar as redes mais de uma vez. Alguns diriam, noite de apagão vermelho e preto.

Sai na frente e se deixa empatar

Aos quatro minutos do primeiro tempo os refletores do estádio que ficam sobre as arquibancadas se apagaram e só voltaram a funcionar quase meia hora depois. Aí o Sport reiniciou o jogo apático, com uma marcação “frouxa” e deixou o Coxa ter as melhores oportunidades, até que Durval descolou um lançamento para Arce e o boliviano, em boa jogada consegue escanteio. No sétimo cruzamento Fabiano subiu e, mesmo cercado, fez o primeiro gol do jogo, e único do Sport. Não demorou e Ney Franco alterou a equipe, tirou o zagueiro Pereira e colocou o meia Renatinho. O Coritiba começou a pressionar o Sport e na metade do primeiro tempo conseguiu marcar. Carlinhos Paraíba avançou pela direita e cruzeiro rasteiro, Ariel rodeado por cinco defensores, domina gira e bombardeia o canto esquerdo de Magrão.

Ataque 0 x 9 Defesa

Os dois times voltam a campo com estratégias diferentes. Chamusca vai para cima  buscando a vitória, apesar de não tornar o time mais ofensivo até o metade da segunda etapa. Trocou o boliviano Arce por Ciro. Já Ney Franco se declara defensivo e troca Ângelo por Dirceu. Incrível foi quantidade de vezes que o rubro-negro jogou a bola na área. No entanto em noite inspirada, a zaga do Coxa não permitiu muitas chances. E quando teve chances claras o time leonino não aproveitou. Na primeira grande oportunidade da segunda etapa Luciano Henrique recebeu cruzamento de Dutra, dominou e tocou para Wilson desperdiçar, não era a noite dele. Em outra grande chance, Durval driblou dentro da área e na hora de bater resolveu tocar para o atacante e a bola foi rasgada da área. Fabiano cabeceou, depois de mais um cruzamento, parecia ser a única jogada rubro-negra, e o goleiro Édson Bastos foi lá para pegar. E Ciro? Ciro teve duas oportunidades. Em uma bateu forte de fora da área e goleiro fez a defesa em dois tempos. Na outra, motivo de muita indignação da torcida, o atacante recebeu lançamento quase na pequena área e ,achando que estava impedido, olhou para o bandeirinha e quando foi chutar já era tarde, estava prensado pela zaga.

Suar e correr atrás é que resta

Em uma noite nada agradável para os rubro-negros, que fez uma baita festa, em comemoração aos 14 anos de Torcida Jovem do Sport, um empate com gosto de derrota foi o que restou. E quase uma confirmação de série B, pois agora o clube está empatado com o lanterna, Fluminense e precisa vencer duas das três partidas que tem fora: Náutico, Palmeiras e São Paulo. E conquistar todos os pontos como mandante: Cruzeiro, Fluminense, Internacional. Uma tarefa difícil, mas não impossível.

Read Full Post »

Older Posts »