Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Geninho’

Redação ABC

O clima no Náutico não é muito positivo. Durante a semana, atletas chegaram a organizar uma reunião com Geninho onde demonstraram insegurança quanto ao futuro no clube. Além disso, salários de outubro e novembro não foram pagos e não há garantias de que o mês de dezembro e o 13º sejam quitados até o final do ano.

Inclusive o último mês do ano é o fim da linha para alguns jogadores. Ao todo, 17 encerram contrato em dezembro. Mesmo assim, eles ainda não foram procurados para tratar de renovação, nem por parte da atual diretoria nem pela chapa de oposição que assumirá o clube após a eleição da próxima quinta-feira (10).

É… O futuro a Deus pertence. Mas uma definição, por parte da diretoria, poderia ajudar muito.

Read Full Post »

Redação ABC

E mais um vez é para a comissão técnica. O nome do preparador de goleiros Vanderlei Filho, que está no Náutico, já é dado como certo nos corredores do Sport Club do Recife.

Nas ultimas temporadas, Vanderlei sempre fez parte da comissão técnica de Geninho. Porém, tudo indica que em 2010 os dois seguirão cominhos opostos.

Read Full Post »

Redação ABC

geninhoÉ… A vida do técnico Geninho não anda nada fácil, principalmente quando se trata de números. Agora o treinador Timbu tem um problemão. Além de o time não conseguir repetir a mesma escalação, a formação tática também deve sofrer alterações. Do – quase – bem sucedido 3-5-2, a equipe deverá atuar contra o Santos, na Vila Belmiro, sábado (7), no 4-4-2.

Com as ausências dos zagueiros Vágner, Cláudio Luiz e Asprilla, o Timbu fica escasso de jogadores para a defesa. Além disso, Negretti fará hoje um teste para saber se está recuperado de uma entorse no tornozelo direito. Os únicos Beckes que estão à disposição são Márcio e Fernando. Justamente por esse motivo o mais provável é que Geninho aposte no 4-4-2.

Contudo, mais um agravante deve tirar o sono do comandante: a característica dos laterais Patrick e Michel. Os dois jogadores – principalmente o segundo – vêm ajudando bastante nas jogadas ofensivas do Náutico. Se confirmado o esquema com dois zagueiros, fatalmente o Timbu sofrerá defensivamente e perderá o poder de fogo.

Opções

Caso Geninho teime e não queira abrir mão do 3-5-2, algumas improvisações podem ajudar. Pela característica defensiva, o volante Nílson pode atuar na zaga e abrir uma luz no fim do túnel alvirrubro. Outra possibilidade é a entrada do lateral-esquerdo Anderson Santana.

De olho

O árbitro que vai trabalhar no jogo Santos x Náutico deste sábado é o carioca radicado em Santa Catarina Wagner Tardelli. Neste Brasileirão o cara já trabalhou em 12 jogos, dois deles envolvendo o Timbu. As duas partidas foram contra o Palmeiras (derrota alvirrubra por 4×1 no primeiro turno e vitória no segundo, 3×0).

Com Informações do Jornal do Commercio

Read Full Post »

Redação ABC

Nunca ser chamado de professor deu tão certo para um treinador. E Geninho está sentindo isso na pele, agora, nas últimas rodadas do Brasileirão. Além de técnico, ele também está desempenhando funções de “mestre” em matemática. O comandante Timbu, que – segundo o próprio – nunca foi bom com os números, vem se debruçando em contas e vive com a calculadora em baixo do braço.

Para fugir do rebaixamento o treinador está apostando em 44 ou 45 pontos. Como o time tem 35, na 18ª posição, três vitórias e um empate devem livrá-la do Z-4. Ainda restam duas partidas em casa. Conquistando 100% de aproveitamento nos Aflitos, o Timbu fica bem mais perto de permanecer na Primeira Divisão em 2010. Ufa! E olhe que eu nem vou citar as contas das outras equipes.

Mas antes de pensar em números, outros agravantes deveriam preocupar bem mais a cabeça de Geninho. Como por exemplo, o repetido baixo rendimento que a equipe apresenta quando abdica de atacar. No Clássico ele conseguiu se livrar – principalmente pela incompetência rubro-negra – mas nem todo dia é santo. E se continuar jogando assim, principalmente nas partidas em casa, o time só vai voltar a sonhar com a primeira divisão no Dia de São Nunca.

“Desfalque”

O zagueiro Vágner, ontem, foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) em duas partidas – resultado da expulsão contra o Vitória. Como já cumpriu a suspensão automática, o jogador só não joga contra o Peixe, sábado, em Santos (SP). Nílson e Negretti são opções.

Read Full Post »

geninhoRedação ABC

Xingar um árbitro é o ato mais comum no futebol. Provavelmente antes de o primeiro gol da história do jogo sair a mãe de um juiz deve ter sido lembrada. Jogadores, técnicos, dirigentes, gandulinhas e, é claro, torcedores falam a mesma língua na hora de reclamarem do “homem da lei”.

Mesmo assim, o técnico do Náutico foi punido, por dois votos a um, ontem, pelo Superior Tribunal de Justiça Desportista (STJD). O comandante alvirrubro pegará 30 dias de suspensão. Geninho foi denunciado no artigo 188 (manifestar-se de forma desrespeitosa, ou ofensiva, contra um árbitro ou auxiliar, ou ameaçá-los).

Geninho também foi citado em outro artigo, o 187 (ofender moralmente o árbitro), mas se livrou. Caso os dois caíssem sobre o técnico Timbu, ele poderia ficar 360 dias suspenso.

O responsável por todo esse lenga-lenga foi o árbitro alagoano Francisco Carlos Nascimento. Ele registrou na súmula do jogo Náutico e São Paulo que, após ser expulso, Geninho teria dito: “Não, não, não. Você está me roubando, car…” e “Ladão, vocês são ladrões. A TV vai fu… vocês”.

Imagine se essa moda pega. Caso os juízes comecem a escrever nas súmulas todos os palavrões que são dirigidos a eles, os estádios poderiam ficar vazios! Ou vocês acham que o pessoal vai começar a gritar: Juiz, filho da… mamãe! É brincadeira, mesmo.

Esperança

Para a torcida alvirrubra ficar mais esperançosa, o advogado do clube, Oswaldo Sestário, afirmou que vai entrar, hoje, com pedido de efeito suspensivo. Caso não tenha jeito, Geninho só voltará a figurar no banco de reservas, a partir do, dia 22 de novembro.

Outros

O lateral Michel, também expulso contra o São Paulo, pegou um gancho de duas partidas. Já o zagueiro Cláudio Luiz, foi condenado a um jogo de suspensão. Como já cumpriu a pena, está disponível para o próximo jogo. Mesmo assim, amanhã, ele volta ao banco dos réus. O recurso da vez é o do caso de doping, quando ainda era jogador do Brasiliense.

Read Full Post »

Ambas equipes precisão vencer. As condições no campeonato é que são diferentes.

Redação ABC

Motivação é o que não falta para o jogo de hoje entre Vitória e Náutico, no Barradão, em Salvador (BA), às 17h30 (horário de Recife). Além de ser um clássico nordestino, declarações de Carlinhos Bala – ainda não provadas – deram um tempero a mais à partida. Sabendo disso a diretoria baiana disponibilizou, cerca de, 35 mil ingressos – capacidade total do estádio – para o confronto. Duas linhas de ônibus também foram organizadas, especialmente, para a “guerra” de logo mais.

A equipe alvirrubra entra com quase a mesma equipe do confronto contra o Palmeiras. Aílton contundido não joga. Rudnei, que atuou o segundo tempo do jogo passado, deve compor o meio de campo. O resto do time é o mesmo. Com a entrada do volante, o técnico Geninho tem uma equipe mais reforçada na marcação. Contudo, o treinador não deve deixar de atacar. A vitória contra o Palestra provou que time vencedor joga para frente. Além disso, o comandante Timbu, espera a repetição da boa apresentação da dupla “Pão de Queijo” alvirrubra: Bruno Mineiro e Irênio.

O Vitória vem para o jogo com a marca de não ter vencido as últimas três partidas. Alguns desfalques também preocupam o rubro-negro da “Boa Terra” – e desfalques de peso por sinal. O meia ofensivo Leandro Dominguez, com dores musculares, e o lateral-direito Apodi, que recebeu o terceiro cartão amarelo, vão ficar de fora do confronto. Na vaga dos jogadores entram o meia William e o lateral Nino Paraíba, respectivamente.

Mesmo com boas atuações, o goleiro Gléguer (ex-Timbu) sai para a entrada de Viáfra, unanimidade na posição. O velho conhecido centro-avante Roger – dúvida por conta de contusão – está confirmado no rubro-negro. Ele fará dupla com o atacante Gláucio que roubou a posição do também atacante Neto Berola. O jogador, ultimamente vaiado em partidas no Barradão, será poupado pelo comandante Vágner Mancini, e estará no banco.

Escalações           

Vitória: Viáfra; Nino Paraíba, Wallace, Fábio Ferreira e Leandrinho; Vanderson, Uélliton, Willian e Ramon; Gláucio e Roger.

Náutico: Glédson; Vágner, Cláudio Luiz e Asprilla; Patrick, Derley, Rudnei, Irênio e Michel; Carlinhos Bala e Bruno Mineiro.

Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO); Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva e Marco Antonio de Melo Moreira (dupla de GO)

Read Full Post »

O Timbu parece ter gostado do placar de 3×0. No entanto foi a vez dos reservas retribuírem o chocolate.

Redação ABC

foto: Jornal do Commercio

foto: Jornal do Commercio

3×0. Esse foi o placar que a equipe reserva aplicou nos titulares ontem, em um coletivo, o único da semana, no Centro de Treinamentos Wilson Campos. Com dois gols de Tuta e um gol do argentino, Mariano Torres, a movimentação serviu para esquentar ainda mais a cabeça do técnico Geninho. O treinador paralisou o treino várias vezes e tentou corrigir o posicionamento do ataque e, principalmente, da defesa. Alvo de muitas críticas do comandante.

A equipe que iniciou o coletivo foi a mesma que entrou em campo no segundo tempo contra o Palmeiras. O time repetiu o 3-5-2 e treinou com Glédson; Vágner, Cláudio Luiz e Asprilla; Patrick, Derley, Rudnei, Irênio e Michel; Bala e Bruno Mineiro. A principal dúvida para o jogo é a entrada de Rudnei. Além de não ter jogado bem no coletivo, o jogador saiu de campo reclamando de dores musculares.

Quem faz companhia a Rudnei no Departamento Médico é o também meio-campista Aílton. O jogador voltou a sentir o dedão do pé direito e não deve jogar na partida deste domingo (19) em Salvador (BA), contra o Vitória. Caso nenhum dos dois atletas jogue, o volante Nílson deve preencher a vaga no meio. Mesmo assim o Geninho afirmou que, em boas condições, o titular é Aílton.

Outro fato que deixa o comandante Timbu preocupado é a nova mudança que a equipe terá de sofrer na escalação para o próximo jogo. No começo da semana Geninho estava esperançoso com a possibilidade de repetir a mesma formação da partida contra o Palestra. No entanto, com a contusão de Aílton esse panorama muda e a formação terá de mudar novamente.

O técnico alvirrubro, por enquanto, tem de se preocupar é em repetir o mesmo futebol apresentado no jogo passado e vencer a partida. Caso contrário, o Timbu vê as chances de fugir do Z-4 diminuírem cada vez mais.

Outras Mudanças

Além de Nílson na vaga de Rudnei, outras caras podem pintar no jogo de amanhã. Geninho testou dois jogadores que provavelmente devem entrar na partida. Os meias Juliano e Mariano Torres substituíram o lateral Patrick e o meia Irênio, respectivamente, na segunda parte do coletivo. O Hermano, por exemplo, tem entrado bem nos jogos e vai se tornando um reserva de luxo para a equipe.

Read Full Post »