Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Campeonato Brasileiro’

Redação ABC

Eita taçinha suada

Foi realizada na noite desta segunda-feira (07) a premiação dos melhores do Campeonato Brasileiro 2009. Foram eleitos os melhores em cada posição, seleção, revelação, melhor técnico e árbitro, craque da galera e o prêmio mais esperado, o craque do campeonato.

Durante a cerimônia, o time do Flamengo recebeu a taça de campeão. A equipe carioca foi pentacampeã nacional no último domingo, quando venceu o Grêmio por 2×1. Porém, a CBF não entregou o troféu no dia do jogo.

Pelo menos isso... Né?!

E foi justamente na eleição do craque que aconteceu a maior “surpresa”. O meia do Palmeiras, Diego Souza, recebeu o troféu. É fato que o jogador fez um grande Brasileirão, mas esteve longe de ser o grande destaque do ano, já que seu time decepcionou ficando do G4 (grupo que garante vaga para a Libertadores).

Porém, a “surpresa” pode ser justificada. A votação para a eleição dos melhores do campeonato aconteceu há mais de um mês. Nessa época, o Palmeiras – time de Diego Souza – era o grande favorito ao título da competição.

O treinador do campeonato não poderia ser outro. Andrade, que já havia sido campeão quatro vezes como jogador, venceu a primeira vez como técnico e faturou o troféu. O ex-treinador do Avaí, Silas, ficou em segundo lugar, em seguida veio o ex-comandante do Atlético-MG, Celso Roth.

A revelação do campeonato foi o meia do Barueri, Fernandinho. O jovem jogador do Internacional, Giuliano, ficou em segundo e, em terceiro, veio o atleta do Santos, Paulo Henrique (Ganso).

Na eleição feita pelos internautas, o prêmio ficou com um “Hermano”. O meia do Fluminense, Dario Conca, recebeu 51% dos votos e superou Petkovic (Flamengo) e Hernanes (São Paulo). Foram mais de nove milhões de votos na internet para eleger o Craque da Galera.

A polêmica arbitragem do Brasil também foi premiada. Parecia mais do que previsível os vencedores. Héber Roberto Lopes – o mesmo que apitou o último jogo do Flamengo – ficou com o troféu de ouro. Em seguida, Leonardo Gaciba e Paulo César Oliveira.

Confira as seleções de ouro, prata e bronze:

Seleção Bola de Ouro do Campeonato Brasileiro 2009: Victor (Grêmio), Jonathan (Cruzeiro), André Dias (São Paulo), Miranda (São Paulo) e Julio Cesar (Goiás); Hernanes (São Paulo), Guinhazu (Internacional), Diego Souza (Palmeiras) e Petkovic (Flamengo); Diego Tardelli (Atlético Mineiro) e Adriano (Flamengo).

Seleção Bola de Prata do Campeonato Brasileiro 2009: Marcos (Palmeiras), Leonardo Moura (Flamengo), Danilo (Palmeiras), Rever (Grêmio) e Armero (Palmeiras); Pierre (Palmeiras), Maldonado (Flamengo), Cleiton Xavier (Palmeiras) e Marcelinho Paraíba (Coritiba); Fred e Ronaldo (Corinthians)

Seleção de Bola de Bronze: Bruno (Flamengo), Vítor (Goiás), Chicão (Corinthians), Ronaldo Angelim (Flamengo) e Kleber (Internacional); Sandro (Internacional), Willians (Flamengo), Souza (Grêmio) e Conca (Fluminense); Fernandinho (Barueri) e Iarlei (Goiás)  

 

Confira os concorrentes:

Goleiro:

Bruno (Flamengo)

Marcos (Palmeiras)

Victor (Grêmio)

Lateral-direito:

Jonathan (Cruzeiro)

Léo Moura (Flamengo)

Vítor (Goiás)

Zagueiro pela direita:

André Dias (São Paulo)

Chicão (Corinthians)

Danilo (Palmeiras)

Zagueiro pela esquerda:

Miranda (São Paulo)

Réver (Grêmio)

Ronaldo Angelim (Flamengo)

Lateral-esquerdo:

Armero (Palmeiras)

Júlio César (Goiás)

Kléber (Internacional)

Volante pela direita:

Hernanes (São Paulo)

Pierre (Palmeiras)

Willians (Flamengo)

Volante pela esquerda:

Guiñazu (Internacional)

Maldonado (Flamengo)

Sandro (Internacional)

Meia-direita:
Cleiton Xavier (Palmeiras)

Diego Souza (Palmeiras)

Souza (Grêmio)

Meia-esquerda:

Conca (Fluminense)

Marcelinho Paraíba (Coritiba)

Petkovic (Flamengo)

Primeiro atacante:

Diego Tardelli (Atlético-MG)

Fernandinho (Barueri)

Fred (Fluminense)

Segundo atacante:

Adriano (Flamengo)

Iarley (Goiás)

Ronaldo (Corinthians)

Treinador:

Andrade (Flamengo)

Celso Roth (Atlético-MG)

Silas (Avaí)

Revelação:

Fernandinho (Barueri)

Giuliano (Internacional)

Paulo Henrique (Santos)

Árbitro:

Héber Roberto Lopes

Leonardo Gaciba

Paulo César Oliveira

Craque da galera:

Conca (Fluminense)

Hernanes (São Paulo)

Petkovic (Flamengo)

Com informações da CBF

Anúncios

Read Full Post »

 

Matador! Atacante chegou ao 17º gol na competição

Redação ABC

Isso é o que todo torcedor do Sport Club do Recife quer. O ano que tinha tudo para ser de ouro, se tornou um pesadelo nesse segundo semestre. Com o término do Brasileirão, o único sentimento que fica na torcida rubro-negra é o alívio, pois sabem que não vão mais passar por vergonha esse ano.

Na última rodada realizada hoje (06), o Sport sofreu mais uma goleada. Dessa vez, o Leão da Ilha perdeu por 4×0 para o São Paulo. O Tricolor do Morumbi ainda sonhava com o título do campeonato. Porém, o milagre não veio e “sobrou” para o time paulista a vaga na Libertadores 2010 e o terceiro lugar na competição.

O hexacampeão nacional começou com tudo, mas ficou preso na marcação do já rebaixado Sport. Com um time abatido e limitado, a equipe pernambucana dependeu, mais uma vez, da boa atuação do goleiro Magrão.

Logo aos 11 minutos o paredão rubro-negro foi acionado, em uma falta cobrada por Hernanes. Vendo os espaços, o técnico Levi Gomes ordenou que o time começasse a explorar as alas do São Paulo. Foi ai que surgiram as principais jogadas do Leão no primeiro tempo.

Em escanteio cobrado por Fininho surgiu a primeira oportunidade de gol do Sport. Tudo isso aos 21 minutos, quando a bola sobrou para Durval que bateu de primeira e obrigou Rogério Ceni a aparecer pela primeira vez – ele ainda iria brilhar na partida. A segunda e última jogada perigosa do Leão foi nas costas de Jean. Aos 23, Wilson desceu pela esquerda e cruzou para a cabeçada de Fabiano. O artilheiro do time na competição errou o alvo e mandou a bola para fora.

Após as investidas do Leão, o Tricolor acordou e voltou a atacar com força. Aos 29, Jorge Wagner bateu de dentro da área e obrigou Magrão a fazer mais uma grande defesa. Logo três minutos depois, o Paredão do Sport fez outro milagre, dessa vez em falta cobrada do Hernanes.

A situação começou a ficar ruim na partida para o Sport quando o ala direito Moacir foi expulso. Aos 32 minutos, o atleta, que já tinha cartão amarelo, cometeu falta boba e foi para o chuveiro mais cedo. Com um homem a mais, o São Paulo não precisou de muito esforço para abrir o placar. Três minutos após a expulsão, Washington fez o primeiro gol do jogo.

Porém, o São Paulo não soube aproveitar por muito tempo sua superioridade numérica em campo. Aos 39 o zagueiro Renato Silva recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso da partida. Com isso, o Sport voltou a pressionar em busca do empate, mas o primeiro tempo acabou com vantagem do time tricolor.

Começou o segundo tempo e não demorou muito para a brilhar a estrela de Rogério Ceni. Vale lembrar que o goleiro artilheiro tem “mania” de marcar contra o Sport. Aos 7 minutos em cobrança impecável ele colocou a bola no canto esquerdo de Magrão, que nada pôde fazer.

O terceiro gol foi questão de tempo. Aos 20 minutos, após jogada de Dagoberto, Hugo fez um excelente lançamento para Washington. O atacante matou no peito com categoria e estufou as redes. 3×0 para o São Paulo.

O 17º gol de Washington no Brasileirão chegou aos 44 minutos da etapa final. Após toque de Junior Cesar, o atacante só empurrou para o fundo da meta de Magrão. 4×0, caixão fechado e apenas um sentimento para a torcida do Sport, esperança. Todos estão torcendo para um ano bem melhor em 2010.

Read Full Post »

Redação ABC

O Flamengo parece cada vez mais perto de ser pentacampeão nacional. Tudo isso porque foi divulgada nessa quarta-feira (02) a escala da arbitragem para a 38ª rodada do Campeonato Brasileiro 2009.

Na última rodada, o Flamengo irá enfrentar o Grêmio no Maracanã. Se já não bastasse o possível time reserva do tricolor gaúcho e o estádio lotado, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) parece estar disposta a não deixar que o título escape das mãos do rubro-negro carioca.

O árbitro de Flamengo x Grêmio, às 17h, no Maracanã, será HEBER ROBERTO LOPES (Fifa PR). Parabéns a CBF e, antecipadamente, ao Flamengo.

Arbitragem da rodada:

Sábado – 05/12

19h30m – Atlético-MG x Corinthians – Mineirão, em Belo Horizonte
Árbitro: Wagner Tardelli Azevedo
Assistentes: Marco Antonio Martins (SC) e Alcides Zawaski Pazetto (SC)

19h30m – Náutico x Avaí – Aflitos, no Recife
Árbitro: João Alberto Gomes Duarte (RN)
Assistentes: Lorival Candido das Flores (RN) e Griselildo de Souza Dantas (PB)

Domingo – 06/12 

17h – Flamengo x Grêmio – Maracanã, no Rio de Janeiro
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa PR)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (Fifa BA) e Carlos Berkenbrock (Fifa SC)

17h – Internacional x Santo André – Beira-Rio, em Porto Alegre 
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Belmiro da Silva (BA) e Adson Marcio Lopes Leal (BA)

17h – Botafogo x Palmeiras – Engenhão, no Rio de Janeiro 
Árbitro: Leonardo Gaciba da SIlva (Fifa RS)
Assistentes: Erich Bandeira (Fifa PE) e José Antònio Chaves Franco Filho (RS)

17h – São Paulo x Sport – Morumbi, em São Paulo 
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Assistentes: Enio Ferreira de Carvalho (DF) e Cesar Augusto de Oliveira (DF)

17h – Santos x Cruzeiro – Vila Belmiro, em Santos 
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa RJ)
Assistentes: Hilton Moutinho Rodrigues (Fifa RJ) e Diberto Pedrosa Moisés (Fifa RJ) 

17h – Coritiba x Fluminense – Couto Pereira, em Curitiba 
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa RS)
Assistentes: Marcio Eustáquio S. Santiago (Fifa MG) e Paulo Ricardo Silva Conceição (RS)

17h – Barueri x Atlético-PR – Eduardo José Farah, em Presidente Prudente 
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa MG)
Assistentes: Helberth Costa Andrade (MG) e Jair Albano Felix (MG)

17h – Vitória x Goiás – Barradão, em Salvador 
Árbitro: Salvio Spinola Fagundes Filho (Fifa SP)
Assistentes: Ednilson Corona (Fifa SP) e Nilson de Souza Monção (SP)

Read Full Post »

Redação ABC

A última rodada do Campeonato Brasileiro será no dia 6 de dezembro. Às 16h todos os times estarão jogando simultaneamente. Porém, a partida do principal favorito ao título estará sendo realizada no estádio do Morumbi.

O atual tricampeão nacional, São Paulo, estará enfrentando o já rebaixado e lanterna da competição, Sport Club do Recife.

Tudo isso foi decidido na tarde desta quinta-feira (26), quando o Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) absolveu por unanimidade o São Paulo. Com isso, o tricolor paulista poderá fazer a festa do título diante de sua torcida.

O São Paulo havia perdido o mando de campo no dia 28 de outubro quando um torcedor invadiu o campo, na partida contra o Internacional. 

Read Full Post »

Redação ABC

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) reservou a 31ª rodada, do Campeonato Brasileiro da Séria A, para grandes emoções. Clássicos foram distribuídos por quase todas as regiões do país.

O clássico que tem um gostinho especial é aquele que, além de vencer, seu time complica a vida do principal adversário. Assim foi o quinto Gre-Nal do ano. O Internacional continua vivo na disputa pelo título, e o sonho da Libertadores fica cada vez mais longe do Olímpico.

Com um gol de D’Alessandro o Inter venceu por 1 a 0, e ficou apenas dois pontos atrás do líder Palmeiras. Já o Grêmio ficou oito pontos longe da competição continental. Essa foi a quarta vitória do Internacional em Gre-Nais.

“O campeão voltou”, a torcida do São Paulo fez a festa em plena Vila Belmiro. Em clássico de sete gols, o tricolor do Morumbi chegou de vez na briga pelo título. O Santos estacionou na 13ª posição, e define de vez que sua briga é pela Copa Sul-Americana.

No Sansão de hoje (25), a briga foi literalmente de gigantes. Melhor para o São Paulo que venceu por 4 a 3 fora de casa. Destaque para Rogério Ceni, que voltou a marcar. Porém, após fazer seu primeiro gol no campeonato, o goleiro cometeu uma falta e foi expulso polemicamente pelo árbitro FIFA-RS Carlos Eugênio Simon.

Outro time que entrou de vez na briga pelo título é o Flamengo. No Engenhão, o Imperador mostrou estrela mais uma vez e fez o gol da vitória. Adriano segue na artilharia do campeonato, agora o atacante tem 16 gols. Já são dez jogos que o Botafogo não vence seu principal rival.

O Fogão pressionou, e na segunda etapa perdeu um pênalti com Lúcio Flávio. Agora o Botafogo segue na zona de rebaixamento, e vê a segunda divisão cada vez mais perto. Para a nação rubro-negra, o sonho de ser campeão brasileiro vai crescendo e já é uma realidade, principalmente após a vitória no clássico.

 No Atletiba, duas equipes precisando vencer para chegar na Copa Sul-Americana e espantar os fantasma do rebaixamento. Melhor para o Coritiba, que venceu por 3 a 2, se distanciou da zona de queda e ficou próximo do rival.

O gol da vitória saiu aos 47 minutos do segundo tempo. Marcaram para o Atlético- PR Marcinho e Ariel (contra). O argentino também fez um a favor do Coritiba, e o zagueiro Jeci marcou outro.

Read Full Post »

Isso porque, ele levou o Sport ao título de 1987

Redação ABC

Taça referente ao Campeonato Brasileiro de 1987

Taça referente ao Campeonato Brasileiro de 1987

Neste 20 de outubro de 2009, parabéns ao treinador Jair Picerni que completa seus 64 anos. O técnico venceu o Campeonato Brasileiro de 1987 pelo Sport Clube do Recife. Apesar das queixas do Flamengo, clube que disputaria a final junto ao Sport mas se recusou a jogar e perdeu por WO, o título é do pernambucano. Isso segundo a FIFA, o Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e depois o Supremo Tribunal Federal (STF).

No ano de 2007 o ex-presidente do Sport Homero Lacerda, responsável pela diretoria do Sport em 1987 foi ao programa de televisão 3º Tempo, apresentado por Milton Neves, para esclarecer a polêmica sobre o título do Leão:

Parte 1: http://www.youtube.com/watch?v=D7nqnSgymf4

Parte 2: http://www.youtube.com/watch?v=dyYuq0IzpgE

Parte 3: http://www.youtube.com/watch?v=7NSCJyiotzo

Parte 4: http://www.youtube.com/watch?v=fYXABmvIgw4&feature=related

Parte 5: http://www.youtube.com/watch?v=GFPvcwT8QBM&feature=related

Jair Picerni

Jair Picerni

Jair Picerni foi vice-campeão brasileiro em 2000 e 2001, e campeão da Taça Libertadores da América em 2002 pelo São Caetano e Campeão da Série B do Brasileiro de 2003 pelo Palmeiras. E em 1984 foi vice nos Jogos Olímpicos de Los Angeles com a Seleção Brasileira. Atualmente ele treina o Red Bull Brasil.

P.S: O técnico só comandou as finais de 87, isso porque Leão foi responsável pelo elenco no decorrer do campeonato em 87 e a decisão foi disputada em janeiro e fevereiro de 88.

Read Full Post »

O Náutico espera ver em sequências o abre-alas para fugir do rebaixamento.

Redação ABC

Se existisse no futebol brasileiro uma estante mágica, com certeza o atributo “sequências” seria campeão de popularidade. Para se dar bem em qualquer campeonato, essa palavrinha teima em aparecer. Normalmente poucos clubes conseguem desfrutar dos poderes positivos que ela possui – e por coincidência ou não, as melhores colocações sempre são reservadas a eles. Inclusive a dos campeões.

Há sequências para tudo: de placares iguais a até gols nos últimos minutos. A danada está em todas e faz mesmo a diferença. A sequência da vez é a de vitórias. Ela vem sendo procurada por todos os clubes que disputam o campeonato este ano – principalmente quem está na zona de perigo. Por isso, com o Náutico não é diferente.

Desde que voltou para a primeira divisão, ela sempre foi fundamental para a permanência do Timbu na elite do futebol brasileiro. Até o torcedor mais desligado, com certeza, lembra de 2007 com nostalgia. Foi exatamente o ano quando Acosta, Geraldo e companhia limitada conseguiram uma sequência de bons resultados que livraram a equipe da Série B.

Agora, também não é fácil conseguir tal regalia. Em 2009 o Avaí despontou como o clube com maior número de jogos sem perder. Mas o namoro acabou e o clube catarinense se despediu da amada. No entanto, a relação deu frutos. Hoje a equipe já pode se considerar tranquila quanto ao rebaixamento.

É pensando nisso que o técnico Geninho sempre ressaltou outro tipo sequência: a de repetir a escalação. Desde que chegou aos Aflitos, ele não consegue esse feito. E no próximo jogo do Náutico, que será domingo (18) em Salvador (BA), contra o Vitória, o treinador poderá ter a primeira oportunidade de realizar o desejo – ele depende ainda da liberação do zagueiro Vágner, que sofreu uma entorse no joelho e no tornozelo da perna direita.

Quem sabe com a donzela da repetição nos braços ele não consiga conquistar o coração da outra, por enquanto, abandonada? É esperar para ver.

Read Full Post »